Seria impossível passar o mês natalício sem referir as comédias românticas que invadem a televisão, as redes sociais e as plataformas de streaming.

É um tema que divide o mundo e onde não existe um lugar entre. Aqui não podes pedir um “meet me halfway”, ou adoras ou odeias. É quase como receber meias como presente (sim, há quem valorize receber meias como prenda de Natal).

Comédias românticas já são um tema controverso no geral, mas então comédias românticas de Natal... bem... isto é todo um Armageddon de clichés, situações completamente inimagináveis e finais felizes que nunca ninguém experienciou na vida real.

Poderia continuar este texto a fingir que as odeio porque, na verdade, tenho todos os motivos para o fazer. Grande parte das vezes são histórias fracas em que percebes o plot desde os 15 minutos de filme, o final é totalmente previsível, a personagens são superficiais para garantir que toda a gente encontra um traço em que se sente relacionada e diz “poderia ser eu”, quase como os signos – mas não vou entrar nesta guerra perdida.

A verdade é que nós, pessoas, experienciamos um fenómeno na época natalícia que eu vou chamar de magia do Natal, okay? Parolo? Sim. Vou manter? Obviamente.
O Natal é sobre reencontros com a família que vês 2 vezes ao ano, é sobre beber tanto vinho do Porto durante o dia 24 que chegas à ceia e a tua avó pergunta-te porque é que estás tão rosadinho. É o tempo em que nos permitimos ser verdadeiramente clingy, tal como, adivinhem... as comédias românticas natalícias.

Sim, vou admitir, são um mal necessário e eu consumo todas as que conseguir encontrar nas plataformas de streaming. Quero ver o final feliz que nunca ninguém experienciou porque a positividade do Natal está alimentada em mim sob a forma de pão de ló e bolo rainha. Quero uma história de amor básica que me permita estar sentado, com pés no aquecedor, e a minha única preocupação naquele momento ser se o casal vai mesmo ficar junto.

Assim, e para celebrar que podemos ver comédia românticas de Natal sem ser julgados, deixo-vos aqui uma lista de alguns filmes que valem mesmo a pena (mesmo que não sejam comédias românticas e sejam apenas filmes de Natal):

Portanto, neste Natal, assume a manta no sofá, sem vergonha, e prepara o binge watching de todos estes filmes natalícios.

Assim, a Bauy deseja-vos a todos um Feliz Natal e esperamos ver-vos por 2024

Texto Francisco Barros

18 de décembre de 2023 — Diana Nobre